10 coisas que ninguém te conta em uma viagem à Orlando

mickey-packing

Desde que iniciei este site, sempre disse que seria a mais sincera possível, sobre as minhas experiências e conhecimentos em Orlando.

Assim, hoje decidi escrever sobre coisas que ninguém me contou nas minhas primeiras visitas à Cidade e que de certa forma, colaboraram para me deixar um tanto frustrada.

Hoje, percebo que algumas pessoas que vão pela primeira vez, também se decepcionam com as mesmas coisas, mas não quero aqui, de forma alguma, “estragar” a viagem de ninguém. Pelo contrário. Para àqueles que vão pela primeira vez, principalmente, quero apenas alertar alguns fatos para que nada tire a magia de sua viagem e tudo possa sair o mais perfeito possível.

Então, vamos lá:

1-) Planejamento é extremamente necessário

Planejamento-férias-840x560

Eu já tinha comentado um pouquinho aqui neste post, sobre quanto custa uma viagem à Disney ou Orlando e alguns pontos de atenção em uma viagem como esta.

Eu tive a oportunidade de viajar inúmeras vezes para Orlando, mas nunca fui sem um planejamento prévio.

O quero dizer aqui, é que, se você quer de fato aproveitar sua viagem para Orlando, um mínimo de organização será necessário. Não dá pra simplesmente comprar a passagem aérea e ir embora.

Para começar, é bom lembrar que para entrar nos EUA, será necessário ter passaporte e visto americano válido. Isso significa que se você não tem estes documentos, terá que tirá-los preferencialmente meses antes de sua viagem, já que há prazos para agendamento e entrega dos mesmos.

Depois é necessário comprar os serviços que serão utilizados, como passagem aérea, hotel, ingressos para os parques e seguro viagem. Sim, nunca deixe de comprar um seguro viagem. Os custos com saúde nos EUA são absurdamente caros e você não irá querer pagar de forma particular, caso algo aconteça né?

Faça uma programação dia a dia. Se tiver dificuldades, também fazemos este serviço, com nossos Roteiros personalizados.

Se for visitar parques da Disney, agende os fast pass ( fura filas ), com antecedência.

Saia do Brasil com todos os ingressos comprados, inclusive para shows, e outros eventos como jogos, por exemplo.

Guarde todos os vouchers de hotel, carro, ingressos etc, juntos em um mesmo local, para evitar perdê-los.

Anote endereços de locais que deseja conhecer, imprima cupons de desconto para as lojas nas quais deseja comprar e deixe uma lista pronta das coisas que deseja ver ou fazer no tempo livre.

E por fim, faça um check list para não esquecer nenhum documento ou item importante para sua viagem.

2-) Esteja preparado para caminhar … e muito

IMG_9419-900x600.jpg

Sim, para os preguiçosos, já adianto: Você vai andar muito em Orlando. E não digo isso apenas nos parques, mas nos shoppings e outros passeios também. E isso não é ruim. Pelo contrário. Em Orlando, tudo é tão prazeroso, que até o fato de você ficar com uma bolha no pé, no fim do dia, não terá tanta importância.

Saiba também, que os parques são muuuuuuuiiito grandes. Mas não grandes como os parques no Brasil, são bem maiores. Dizem, que em média, andamos de  08 a 14 km por dia nos parques. Ou seja, seu exercício do dia estará feito.

E sabe o lado maravilhoso disso ( pelo menos pra mim )? Dá pra queimar as calorias das gordices que comemos por lá e se não comer, dá pra voltar no mínimo com uns quilinhos a menos, não?

Ah, e para aquelas pessoas que possuam algum tipo de dificuldade de locomoção, também não é problema e jamais devem deixar de viajar para lá por isso. Existem em todos os parques, cadeiras de rodas e também aqueles carrinhos motorizados, conhecidos como Scooters, para locação.  Há também empresas especializadas, que fazem a locação destes equipamentos, e que podem ser utilizados por todo o período de viagem. Algumas entregam e retiram diretamente no hotel, sem nenhum trabalho ou custo a mais.

3-) Não tenha tanta expectativa em relação ao seu hotel

hotel-rosen-inn-orlando.png

Aqui, quero mais uma vez, deixar claro, que esta é a minha opinião, tá?

Já me hospedei em todos os tipos de hotéis em Orlando: de luxo, na Disney, de redes conhecidas, em motéis, etc e garanto que em todos, o quesito limpeza não era primordial.

Isso me assustou principalmente na segunda vez que fui a Orlando e me hospedei pela primeira vez na Disney. Justo eu, que tinha estudado tudo sobre Disney em trabalhos recentes para a faculdade e Pós Graduação, esperava por algo extremamente mágico, ao me hospedar lá. Mas o que encontrei, na realidade foram camas pequenas, teias de aranha no teto, móveis quebrados e um carpete no quarto que deixava até a sola do sapato encardida. Sério gente… Isso na Disney…

Detalhes do meu quarto na Disney: parede descascada, móvel quebrado e teias de aranha…

Além disso, os quartos costumam ser pequenos, com móveis grandes, pouca iluminação, sem janelas nos banheiros e com carpete.

A maioria dos hotéis também costumam ser “abertos”, ou seja, você não passa sempre pela recepção, para seguir ao quarto, o que pode trazer uma sensação de insegurança, já que aqui no Brasil são raros os hotéis assim.

O lado bom, é que hoje, alguns hotéis, incluindo os da Disney, passaram ou estão passando por reforma e possuem um ambiente mais limpo, sem banheira na área de banho, sem carpetes, com móveis menores e mais claros, com persianas ao invés de cortinas, etc, tornando o ambiente muito mais agradável. 

Ah, e se tiver café da manhã incluso na diária, saiba que será algo mais simples, com pão de forma, bagel, muffin, poucas frutas, ovos, manteiga e cream cheese, além de suco, leite e chafé, ops, café. Sem tantas opções como há nos hotéis Brasileiros, por exemplo.


4-) Não há somente refeição do tipo “fast food”

fast-food-facts.jpg

Eu confesso que amo fast food ( como uma boa gordinha…rsrs ), mas aí a dizer que como apenas isso em Orlando, é uma mentira.

É verdade que refeições mais baratas, podem estar incluídas neste “gênero” alimentar, mas você não precisa comer apenas hamburguer, pizza e batata todos os dias. Basta pesquisar e procurar por opções mais saudáveis. Nos próprios parques são oferecidas refeições assim, como saladas, sopas, pratos com carnes e vegetais, frango e massas. Nos mapas dos parques, distribuídos logo na entrada e com versão em português ( sem desculpa, hein? ), há uma relação dos restaurantes e o tipo de refeição que é servido neles.

É perfeitamente possível ainda, comprar lanchinhos como frutas, biscoitos integrais, sanduíches naturais, etc, nos supermercados da região e levá-los aos parques.

Restaurantes como Longhorn, Cheesecake Factory, Olive Garden, Red Lobster, entre outros, por exemplo, estão espalhados por toda a cidade e possuem um cardápio bem variado.

Há ainda, vários restaurantes e churrascarias Brasileiras, para quem quiser matar a saudade do arroz e feijão.

5-) Orlando não é só Disney

orlando-atracoes-parques

É super comum dizer que você está indo pra Disney, quando na realidade quer dizer que está indo a Orlando. Eu mesma sempre falo isso.

Mas Orlando não tem somente parques da Disney. Neste post aqui, expliquei sobre todos os parques da região e mencionei que alguns são concorrentes entre si, por exemplo.

Além disso, não há apenas parques para se fazer em Orlando. Há inúmeras outras atrações, como a roda gigante Orlando Eye, museus, shoppings, praias e cidades próximas, como por exemplo Winter Park, que contei aqui, que podem ser feitos em dias em que não há parques programados.

É muito importante entender Orlando antes de viajar. Saber quais são os parques, o que eles oferecem, quais são as atrações, o que você desejar visitar e fazer um planejamento prévio, para que você não se sinta “perdido” em sua viagem. Se desejar, estamos aptos a auxiliá-lo com nossa consultoria personalizada.

6-) Você não conseguirá fazer todas as atrações do parque.

16-New-Openings-in-2016-900x450

Acho que esse é um ponto que deixa a todos muito frustrados, mas a realidade, é que os parques em Orlando são muito grandes, com muitas atrações, em especial o Magic Kingdom, na Disney e é humanamente impossível ver e fazer tudo em um único dia. Até porque há fatores limitantes como filas, que às vezes podem te tomar horas, parada para descanso, lanche, almoço, etc. Soma se a isso, o fato de estar em grupo, ou com crianças ou ainda acompanhado de pessoas com interesses diferentes e não conseguirá ver tudo de uma única vez. A programação de um roteiro personalizado, como o que fazemos por exemplo, não garante que você veja tudo, mas organiza o dia, a fim de que se possa aproveitar ao máximo.

E sendo mais sincera? Esse é só um dos diversos motivos que te fará voltar para Orlando todos os anos…rsrs

7-) Gostou? Então compre.

Impostos-e-taxas-compras-em-Orlando

Sempre coloco isso como dica para meus clientes e sempre me arrependo de situações em que não fiz isso.

Nos shoppings de Orlando principalmente, as peças de roupas são repostas quase que diariamente. Além disso, o tamanho ou cor desejada, pode ter poucas peças e os shoppings estão sempre com muito movimento, então, não esquece: Gostou de alguma peça? Compre e leve, pois as chances de você encontrá-la novamente depois, serão quase nulas.

O mesmo vale para lembranças em parques. Algumas atrações têm suas saídas em lojas, que vendem produtos específicos daquele tema ou ainda a loja é especializadas em determinado tema como Natal, por exemplo. Assim, se gostou de algum produto dessas lojas, não deixe de comprar ( caso for grande, é possível solicitar a retirada do produto na loja da saída/entrada do parque e pegar depois, quando for embora ). Certamente no fim do dia, cansado, você não conseguirá se lembrar direito de onde viu o produto que gostou ou poderá ficar com “preguiça” de voltar, pela enorme distâncias nos parques.

😎 Não precisa saber inglês para aproveitar bem a cidade

american-and-brazilian-alliance-and-friendship

Essa dica, já tinha dado aqui neste post, mas é sempre bom relembrar que não precisa falar inglês fluentemente para conhecer Orlando.

Nos parques, hotéis, lojas, restaurantes, etc, há brasileiros ou pessoas que falam o português para auxiliar. Além disso, principalmente nos parques são disponibilizados mapas em português e em restaurantes, há também cardápios na nossa língua.

Não fala nada? Ainda assim não se preocupe: aponte, faça gestos, desenhe, faça o que for preciso para se fazer entender. As pessoas em Orlando já estão acostumados a isso por receberem turistas do mundo todo.

E se tiver um tempinho, aproveite para aprender palavras principais, que podem ser utilizadas no dia a dia.

9-) Cuidado com a segurança

shutterstock_226607827-825x510

Parece até que quando estamos nos EUA, nada de errado pode nos acontecer. Mas ao contrário do que imaginamos, lá, assim como aqui, está cheio de oportunistas, principalmente pelos shoppings.

Eu mesma já tive minha carteira levada em um grande shopping de lá, dentro de uma loja, no golpe que conhecemos aqui em São Paulo como “bater carteira”. Uma pessoa me empurrou, outra abriu minha bolsa e pegou de dentro minha carteira. Em outro momento conto essa história com detalhes, mas é um transtorno que não desejo pra ninguém.

Assim, preste muita atenção em tudo. Se está fazendo compras, evite levar as sacolas para o carro e retornar para compras. Se puder, junte tudo e leve apenas quando for embora. E também vá direto para seu hotel ou casa, evitando parar no meio do caminho em supermercados, lojas, restaurantes, etc.

Evite deixar malas, documentos, produtos eletrônicos ou qualquer outra coisa de valor nos carros. Carregue sempre tudo com você.

Nos hotéis, não deixe tudo “a mostra” no quarto. Guarde as compras nas malas, feche, jogue as sacolas em lixeiras do lado de fora, guarde documentos e itens de valor no cofre, certifique que está de fato lacrado e confira sempre se a porta do quarto realmente ficou fechada, quando saiu.

Amigos também me relataram que nos shoppings, há oportunistas, que estão até com bebês em carrinhos, que se aproximam de você por acaso e sem que percebam, levam suas sacolas. Nos banheiros, também há relatos de pessoas que tiveram sacolas ou bolsas levados por pessoas que estavam na cabine ao lado, pelo fato de deixarem estes itens no chão.

Infelizmente estamos sujeitos a estas coisas em qualquer lugar no mundo, mas não custa nada ter a atenção redobrada nestes momentos.

10-) Não tenha vergonha

156

Os parques de Orlando, principalmente os da Disney, foram “feitos” para nos lembrar de nossa infância e podermos curtir como crianças.

Isso significa, que sim, o Mickey é real, o pateta e o pluto são reais, assim como todos os outros personagens e você pode e deve, abraçá-los, beijá-los, pedir autógrafos, tirar fotos, chore, etc. Ninguém, mas ninguém mesmo irá te julgar por isso.

Eu ainda me emociono a cada encontro com o Mickey, e já foram tantos…

Também não há nada de errado em se emocionar. Deixe as lágrimas de alegria escorrer. Estar alí para muitas pessoas é um sonho, e se estamos felizes e emocionados, porque não extravasar isso. Perfeitamente normal. Você verá inúmeros marmanjos com olhos marejados por todos os lugares.

Ah, e não deixe também de fazer atrações consideradas infantis. Essas são as mais legais. Confesso que até o ano passado, quando viajamos pela primeira vez com meu filho, passava muito rápido pelas áreas mais infantis, e finalmente pude “usá-lo” como desculpa para ir em atrações como o dumbo… rsrs. Mas perca a vergonha que há somente dentro de você e divirta-se.

 

Você também poderá gostar de ler:

Quanto custa uma viagem para a Disney?
Disney sem falar inglês
5 Coisas para não deixar de fazer em sua viagem para Orlando

 

Vai Viajar?

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem Ele é altamente recomendado, em viagens para os EUA, pois os custos de saúde são altíssimos por lá. Um pequeno problema pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Lembrando ainda, que o seguro é obrigatório para entrada em alguns países. Nunca viaje sem um. Faça agora mesmo uma cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12 x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto.
Nossos leitores ganham ainda, um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VFORLANDO5

Quer economizar no Hotel ou locação de apartamentos e casa? As melhores tarifas podem ser encontradas no nosso parceiro Booking.com.

Vai alugar carro? Orlando é uma cidade muito mais prática, quando se aluga um carro. Economize ainda mais, e alugue o seu carro na RentCars. A cobrança será feita em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um desconto de 5% no boleto bancário.

 Quer sair do Brasil com um chip de telefone internacional para usar nos EUA ou outros países? A Travel Mobile tem os melhores preços e facilidades do mercado, para você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s